25 de March, 2020
Carina Palma
Enfermeira de formação, 29 anos, natural de Beja. Trabalha a saúde de forma holística, englobando a área materno-infantil. Professora de Yoga e Terapeuta na área dos relacionamentos. Gosta de cantar, dançar, passear na natureza e levar uma vida saudável e energética.
Natural de
Beja
Idade
29
Altura
1,65 m
Peso
50 kg
Quando é que começaste a ter cuidado com a tua forma física e o que te levou a começar a treinar?
A minha jornada neste “mundo fitness e saudável” começou por ser um amor-ódio. Desde criança que sou magra e era gozada por isso. Então, comia todas as porcarias possíveis e imaginárias para conseguir engordar, sem resultado - o que era frustrante. Depois, na minha adolescência comecei a conseguir engordar e cheguei aos 55kg (o que para a minha altura era o peso ideal).

Com a morte do meu pai, a entrada na universidade para o curso de Enfermagem e a doença grave da minha mãe, comecei a não gostar da imagem que via ao espelho e o meu foco de fuga aos problemas foi exatamente o caminho mais fácil e o qual eu podia controlar: a alimentação. Então, comecei a ficar obcecada por uma alimentação saudável, optei por fazer várias restrições alimentares e contava as horas e quantidades de comida. Até que um dia, meses depois, fui a uma consulta e reparei que estava a ficar anorética. Tinha chegado aos 40kg, mas não me via magra. Só que depois comecei a ficar doente, sem menstruação,com queda de cabelo, falta de foco, falta de força e afins… Foi nessa fase que o exercício físico entrou na minha vida. Tinha cerca de 24 anos e pretendia ganhar peso e massa muscular. Comecei a fazer dietas para ganhar peso e praticava muita musculação. Porém, a minha meta pessoal de atingir os 50kg não aparecia porque, na verdade, eu não estava a fazer por mim, estava a fazer para me livrar dos comentários alheios.

No final de 2017, com cerca de 28 anos, entrei numa jornada de auto-conhecimento. E foi precisamente quando comecei a dar ouvidos ao que eu realmente queria e a desligar-me dos julgamentos que a magia aconteceu. Comecei a comer de forma consciente e livre, sem pressões (decidi fazer uma alimentação sem produtos de origem animal), comecei a praticar Yoga e a fazer outros treinos livres, sem pensar muito na balança e no resultado. E então sim, de forma equilibrada, cheguei aos pretendidos 50kg.
E atualmente, o que te motiva a treinar?
Atualmente faço a minha prática de Yoga (tornei-me professora de Yoga) e pratico diariamente Yoga Dance ou Vinyasa Flow, onde deixo que o corpo se movimente de forma livre.

No verão do ano passado (2019) fiz uma espécie de rotura na perna esquerda e deixei o exercício físico mais intenso de parte. Entretanto fui recuperando e, em janeiro, decidi voltar ao ginásio. A prática de Yoga ajuda-me imenso no equilíbrio em todas as vertentes e os exercícios no ginásio ou aulas de grupo ajudam-me a trabalhar os músculos de uma forma mais intensa, mas saudável.

Hoje sinto-me mais saudável e equilibrada, apesar de não estar tão “fit” como há um ano atrás. E isso vale mais do que tudo o resto. De que vale ter um corpo perfeito se depois a minha mente está doente? Então tem que haver consciência e equilíbrio. E hoje, mais do que flexibilidade corporal, existe uma flexibilidade emocional que não havia antigamente e que é tão precisa para caminhar em direção ao meu objetivo. E é isso que procuro cada vez que piso o meu tapete de Yoga ou dou uma corrida na passadeira ou lá fora: o meu equilíbrio e bem-estar holístico, ou seja, não só físico mas também mental e emocional.
Como é um dia típico para ti?
Normalmente acordo bem cedo (mas quando o meu corpo me implora por descanso permito-me dormir ou descansar até um bocadinho mais tarde). Inspirada no livro “Clube das 5 da manhã” do Robin Sharma os meus dias costumam começar por volta das 5h30/6h. Agradeço e saio da cama para fazer a minha prática de Yoga (que engloba também meditação, respiração, introspeção) ou faço um exercício que me dê ainda mais energia como dançar ou saltar à corda. Depois, reflito sobre a minha intenção para o dia e revejo o plano semanal e tiro alguns minutos para meditar e organizar-me nesse sentido. Tomo um pequeno-almoço que para mim é saudável e consciente. Depois destas práticas e do pequeno-almoço com uma música inspiradora de fundo, ligo a internet no pc ou no telemóvel para ver os emails e outras mensagens importantes. Consoante o trabalho que tenha nesse dia, organizo-me para tal. Quando consigo faço duas práticas de exercício por dia, uma mais intensa (ginásio) e uma mais de relaxamento, senão faço apenas uma de manhã ou apenas uma ao final do dia. Janto por volta das 20h e leio um bocadinho antes de dormir. Termino o meu dia da mesma forma que o comecei, a agradecer. É muito raro ir para a cama com o telemóvel. Normalmente termino as conversas, coloco o telemóvel em modo voo e vou descansar.
Como é o teu estilo de treino semanal?
Faço uma prática de Yoga em casa pelo menos 6 dias por semana e cada prática dura cerca de 50 minutos, depende de como fluir. Nesta prática tento direcionar o foco para todos os grupos musculares. Tento ir pelo menos duas vezes por semana ao ginásio ou então faço um treino num espaço exterior se não estiver a chover. O que mais gosto de trabalhar são os glúteos e os abdominais.
Quais são os teus hábitos alimentares?
Atualmente aprendi a não ser muito rígida relativamente à alimentação. Como de forma consciente e equilibrada, respeitando o que o meu corpo me pede. Tendo o cuidado de optar por alimentos vegetais mais naturais e saudáveis. Normalmente faço uma refeição leve ao jantar. Por norma faço uma alimentação à base de alimentos “do bem”, contudo se um dia me apetecer comer uma pizza e ficar em casa só no sofá, está tudo certo, não me puno por isso. É tudo uma questão de equilíbrio.
Que influência tem o treino na tua vida?
A prática de exercício, seja ele qual for, torna os meus dias mais claros. Sinto mais energia, sem dúvida. E mais foco e concentração. Na prática de Yoga são dois aspetos que trabalho muito. E sem falar a nível de saúde.

Quando tens mais energia, quando libertas endorfinas através da prática de exercício físico, estás mais disponível para tudo, seja relacionamentos, seja trabalho, seja o que for. É básico.
Que música ouves enquanto treinas?
Não tenho uma playlist definida, tem muito a ver com o que sinto naquele dia. Na prática de Yoga tenho 7 grupos no spotify (7 playlists para cada chakra - os nossos centros energéticos) e consoante o que quero trabalhar naquele dia, ou naquela semana, ponho a tocar.

Se soubesses o que sabes hoje, terias feito alguma coisa diferente?
Não. Acredito que estou exatamente onde deveria estar e que tudo o que passei anteriormente foi para me trazer até onde estou hoje. Todos os acontecimetos trazem uma aprendizagem. Não existe erro, existe feedback.

Posso não mudar o que me aconteceu no passado, mas sei o que posso mudar agora tendo em conta o que já aprendi.
Algum conselho para quem esteja a começar?
Para começar basta querer. Conecta-te com quem és de verdade, com o que TU realmente queres para ti e deixa fluir. Sem pressões, sem punição. Cada pessoa é diferente e tem ritmos e tempos de crescimento e evolução diferentes. Se tens um objetivo, foca-te nele.

Quando tu queres mesmo, tu consegues. Mas tens que ter iniciativa, sem procrastinar. Coloca pequenas metas diárias, semanais, como te sentires melhor. Mas não desistas dos teus objetivos. Quando começaste a andar também não o conseguiste fazer de um dia para o outro, certo? Então, aqui é igual. O primeiro passo é mesmo querer de coração e ter a iniciativa de começar, acrescentando o acreditar e confiar no processo.

Escolhe-te a ti. Escolhe nutrir e amar o corpo que carrega a tua alma. Tens um poder enorme dentro de ti à espera de ser resgatado!
Se só pudesses escolher um qual seria?
Treino
Vinyasa Flow
Desporto/Modalidade
Dança livre
Exercício
Posturas invertidas
Snack saudável
Fruta e Cajus
Suplemento
O meu poder interno suplementa-me
Cheat Meal
Chocolate 🍫
Alguma coisa que queiras promover?
Podem encontrar mais sobre o mim, o meu estilo de vida e o meu trabalho no meu instagram: @carinapalma.pt. Podem ver os meus serviços e os artigos que escrevo em carinapalma.pt. E convido-vos a visitar a página do meu projeto: @florescer_tribo assim como a escutar o PodCast Filhos da Nova Era no Spotify ou SoundCloud.

Sou apoiante oficial do projeto @adaptar_portugal e promovo/apoio todos os projetos de solidariedade social como a @rightbuddy.
Partilha esta entrevista
Mais entrevistas 👇
6 de Mar, 19
Francisco Faria
Modelo e marketer de 26 anos, natural de Braga. É muito disciplinado com os treinos, mesmo quando viaja. Os seus desportos preferidos são padel, corrida e treino de ginásio. É…
23 de Oct, 19
Marta Moura
Personal Trainer e Influencer Digital da Women’s Health Portugal. Tem 41 anos, é de Cascais e trabalha na indústria do fitness há quase 20 anos.
26 de Feb, 19
Anaísa Gonçalves
Tem 26 anos, é de Carcavelos e trabalha em marketing digital. No Instagram partilha com os 21K de seguidores a sua rotina de treinos e alimentação e fala frequentemente de temas…
Recebe em primeiro lugar entrevistas como esta com Beatriz Lobo.
Recebe em primeiro lugar as novas entrevistas e novidades.
Inscreve-me