5 de M11, 2019
Gonçalo Estêvão
Atleta de Men’s Physique de 26 anos, natural de Faro. A paixão pelos treinos e a vontade em aprender sempre mais, motivou-o a tirar o curso de Personal Trainer.
Natural de
Faro
Idade
26
Altura
1,68 m
Peso
72 kg
Quando é que começaste a ter cuidado com a tua forma física e o que te levou a começar a treinar?
Desde sempre fiz desporto. Já pratiquei como desporto federado natação, futebol, basquetebol e ténis. Aos 15 anos iniciei os meus treinos de musculação e, desde aí, não parei mais com esta paixão. Hoje, já com 26 anos, sempre que pego num peso e começo um treino, continuo sem dar pelo tempo passar. Comecei a treinar para melhorar o corpo, alcançar a suposta “perfeição”, corrigir pontos fracos e alcançar a simetria em todos os aspectos.
E atualmente, o que te motiva a treinar?
O que me inspira é olhar todos os dias ao espelho e ver-me em constante progressão; verificar que as falhas ou pontos fracos estão a ser corrigidos por mim e pelo meu trabalho. Estou numa procura contínua para melhorar, pesquiso muito e testo novas técnicas e, por vezes, até invento novas coisas que nunca li, junto teorias e coloco-as em prática. Pois todos os dias são dias novos para aprender.
Como é um dia típico para ti?
Como nestes últimos 4 anos trabalhei como segurança, em diferentes horários por turnos, andei muito desregulado e sem rotinas fixas. Sem dúvida que o facto de não poder estabelecer uma rotina fixa atrapalhava o meu progresso, mas felizmente é algo que terminou há menos de um mês - neste momento estou a tirar um curso de PT.

Durante estes anos em que trabalhei por turnos os meus dias eram muito variados. Nas alturas em que tinha prova acordava às 5h da manhã para fazer cardio, depois cozinhava para o dia todo e as 8h entrava ao serviço. Saía por volta das 20h e, por vezes, ainda ia treinar das 21h às 23h. Depois em casa era só jantar e deitar-me já muito perto da meia noite, sendo que poucas horas depois já tinha que me levantar para o cardio. Mas nem tudo era mau, pois tinha, por exemplo, folgas de 2 em 2 dias. Como eu digo “é a vida e temos que ir atrás.” 🙂
Como é o teu estilo de treino semanal?
O meu estilo de treino é próprio. Não vou ser muito específico porque é um treino complexo, realizado com base em isometrias, super séries, rest pause e dropsets. Neste momento, como estou numa fase de paragem de provas, estou a fazer entre 1 a 2 treinos por semana ou muito raramente 3 treinos. Nos meus treinos atuais costumo fazer uma semana treino de membros superiores e na semana seguinte membros inferiores. Caso faça 2 treinos na mesma semana trabalho os dois grupos musculares. Treino no Bodyart em Faro, onde estou há mais de 9 anos. Cheguei a treinar um ano no Centro de Ferro e outro no Gymnasium, mas a minha casa é o Bodyart.
Quais são os teus hábitos alimentares?
Procuro ter uma alimentação saudável, apesar de considerar que hoje em dia é complicado arranjar alimentos saudáveis, porque na minha opinião está quase tudo contaminado. Faço por norma 5 refeições diárias em que uso toda uma variedade de alimentos, como por exemplo, frango, novilho, borrego, salmão, perca, atum, batata doce, arroz, massa, feijão, grão, tortillas de milho, aveia e todo o género de frutas e legumes.

O pré-treino sou eu que o faço. Deixo aqui um exemplo de um dos meus pré-treinos de eleição, para 1 hora a 1h30 antes de ir treinar: aveia, café, canela, pimenta caiena, óleo de coco, mel, raspas de coco e água ou leite de coco, arroz ou amêndoa. Misturo tudo e deixo a repousar durante 2 a 3 horas para que a aveia inche ou então coloco a água ou o leite já aquecidos, que assim fica pronto bem mais rápido.

A suplementação que uso é muito básica, tomo 5-htp, multivitaminico, zinco, glucosamina, condroitina, msm, cardo mariano e no inverno vitamina D3.
Que influência tem o treino na tua vida?
Tem em tudo, a minha imagem é resultado do esforço e dedicação nos meus treinos e nos estudos que continuo a por em prática. O treino é como uma fisioterapia que me faz sentir melhor. Construir o corpo é aquilo que realmente gosto de fazer, pois se quero corrigir algum ponto sei que tenho que treinar 2 vezes no mínimo por semana para corrigir aquela área muscular, batalhar na zona em défice e corrigir.

A nível profissional, o exercício físico também me trouxe retorno. De momento estou a tirar o curso de técnico de exercício físico e como a imagem hoje em dia vende bem, sei de primeira mão que estou alguns passos à frente. Em termos de saúde os benefícios são muitos, por exemplo, ajuda-me a ter uma boa mobilidade, aspeto que hoje em dia começamos a ver as pessoas a ter problemas cada vez mais cedo.
Que música ouves enquanto treinas?
Se soubesses o que sabes hoje, terias feito alguma coisa diferente?
Não teria feito nada diferente pois só aprendemos mesmo quando caímos ou erramos, faz parte do processo de aprendizagem.
Algum conselho para quem esteja a começar?
Aprendam com quem sabe na realidade.
E principalmente acreditem em vocês mesmos.

Procurem sempre o melhor.
Existem muito bons professores hoje em dia na internet, aproveitem esses recursos. Muito do que consegui deve-se às experiencias que fiz em mim mesmo.

Procurem sempre evoluir.
Parar ou estagnar é andar para trás, não é só o tempo que passa mas também o mundo que avança.
Se só pudesses escolher um qual seria?
Treino
Peito
Desporto/Modalidade
Musculação
Exercício
Aberturas em cordas
Snack saudável
Frutos secos 🥜
Suplemento
Carvão vegetal
Cheat Meal
Bife matutado de wagyo
Alguma coisa que queiras promover?
Acompanhem o que faço no meu instagram @goncalo.estevao. 😉
Partilha esta entrevista
Mais entrevistas 👇
12 de M02, 19
Maggy Santos
Adora correr e é hiperativa por natureza. Já fez 3 meias maratonas e vai a caminho da quarta. É autora do blog Operação o ano inteiro. Tem 26 anos e é de Lisboa.
14 de M11, 18
Diana Souza
Desde criança que uma das suas paixões é o desporto, juntam-se agora a fotografia, ilustração, cinema, dançar e viajar. É Designer Gráfica Freelancer, natural do Porto e reside em…
7 de M05, 19
Ricardo Rodrigues
Começou a natação aos 6 anos. Fez musculação, jogou futsal e atualmente pratica crossfit. Aos 37 anos adora brincar com o filho, treinar ao ar livre com amigos e viajar.
Recebe em primeiro lugar entrevistas como esta com André Rebolo.
Recebe em primeiro lugar as novas entrevistas e novidades.
Inscreve-me