5 de M02, 2019
Miguel Ruão
Treinar para ele está no topo das prioridades. É Economista e General Manager num grupo financeiro de capital estrangeiro e tem como hobbies viajar, surf, praia e cinema.
Natural de
Porto
Idade
43
Altura
1,88 m
Peso
89 kg
Quando é que começaste a ter cuidado com a tua forma física e o que te levou a começar a treinar?
Não sei bem o que me motivou a começar a treinar, treino desde que me conheço. Os meus pais sempre foram muito presentes em todo o meu processo de educação e crescimento e desde muito cedo me fomentaram a vida ativa, tendo praticado várias modalidades ainda antes de entrar para o Secundário, como Natação, Basquetebol, Andebol, Futebol, Pólo Aquático, etc…
E atualmente, o que te motiva a treinar?
Atualmente a minha motivação vem muito do princípio “Mens sana in corpore sano” (latim), que significa uma mente sã num corpo são. De facto com toda a informação que temos ao nosso alcance via social media e na internet, facilmente entendemos que o nosso corpo é a nossa morada, e se pretendermos viver nele com qualidade por longos períodos de tempo, temos de o cuidar, tanto através da atividade que lhe proporcionamos como dos alimentos que ingerimos. Sendo eu um perfeccionista por natureza em tudo o que faço, também no treino exijo cada vez mais de mim, e à medida em que vou conhecendo mais o meu corpo vou-me adaptando sempre com vista ao objetivo final de me sentir cada vez melhor com os resultados. A minha “inspiração” vem do atleta Lazar Angelov, que sigo com veemência.
Como é um dia típico para ti?
Atualmente considero os meus dias mais atípicos do que típicos. Desde que aceitei o convite que me fizeram para General Manager num grupo financeiro de capital estrangeiro, passei a trabalhar 12 horas por dia. Dirijo mais de 60 pessoas e estou numa fase de implementação dos meus procedimentos e métodos de trabalho ao grupo, dando-lhes formações constantes até afinar a máquina. Para além disso ainda mantenho a minha empresa de serviços financeiros, a Masterconsultant, e vou fazendo alguns trabalhos como Modelo, o que me deixa muito pouco tempo livre para os meus Hobbies.

Não obstante, o treino de musculação está no TOP das prioridades pós trabalho, estando todos os dias pelo menos 1h30 no ginásio, local onde consigo desligar a atividade cerebral e concentrar-me apenas no meu bem-estar.
Como é o teu estilo de treino semanal?
Com frequência relevante, pratico musculação e boxe. Sempre que sobra tempo, faço um jogo de futebol com amigos ou vou ao mar, se as ondas o permitirem. Início o dia com AEJ (aeróbica em jejum) de 40 minutos bem cedo, e no final do dia de trabalho faço o meu treino de ginásio. A minha sessão de treino em ginásio dura sensivelmente 1h30, na qual trabalho 2 grupos musculares por dia, seguidos de abdominais e tapete.
  • Segunda-feira: Dorsal e Tríceps
  • Terça-feira: Peito e Biceps
  • Quarta-feira: Perna anterior
  • Quinta-feira: Ombro e antebraço
  • Sexta-feira: Um treino funcional e Boxe
  • Sábado: Perna posterior
Tento variar o meu método de treino de mês a mês para não criar habituação no músculo. Este mês estou a fazer um treino de fortalecimento e resistência muscular com muita isometria, pouca carga e bastantes repetições. No, próximo mês entrarei na hipertrofia. Treino no Solinca, que dá-me a possibilidade de escolher entre 6 espaços diferentes só no grande Porto, e como vou muitas vezes a Lisboa em trabalho também lá tenho vários Solinca para treinar.
Quais são os teus hábitos alimentares?
A minha alimentação é muito regrada, tenho a sorte de não ser um bom garfo, pelo que facilmente me adapto aos alimentos saudáveis sem fazer grandes sacrifícios.

Faço 7 refeições por dia compostas por 2 pequenos almoços de aveia e proteína, 2 almoços onde vario entre batata doce ou arroz basmati e frango ou peru. Um lanche de barra proteica e uma peça de fruta (laranja, pelas suas qualidades de anti fatigante e açúcar rápido), e pré-treino de creatina. Depois do treino o famoso shake de proteína de absorção rápida. Ao jantar Peixe ou frango e legumes salteados ou ovos. Antes de me deitar uma gelatina ou iogurte Skyr com caseína e frutos secos.

Quando vou jantar fora permito-me sempre a fugir um pouco à rotina, podendo ser considerado de “cheat day” mas não faço assim tanta “batota” quanto isso. 😁

Suplementação acho bastante importante, tanto a nível de vitaminas e nutrientes que por mais que tentemos, e com uma vida ativa, não conseguimos obter dos alimentos as quantidades desejadas pelo organismo.
Que influência tem o treino na tua vida?
Sem dúvida que o treino e a alimentação regrada tem um impacto muito positivo em qualquer vivência. Melhoram o humor, a autoestima e a aparência. E num mundo de aparências e tão concorrencial em termos de oferta de trabalho pela escassez de empregos, acredito serem esses os fatores diferenciadores relevantes, aplicando o critério de Pareto em que as restantes variáveis são equivalentes.

Nas relações intersociais aplico o mesmo princípio, sendo constantemente abordado por amigos e menos amigos a questionarem sobre os meus métodos de treino e tipo de alimentação. Agora com esta entrevista facilitam bastante a minha vida porque bastará enviar-lhes o Link 😄

Quanto às melhorias em termos de saúde venho apenas confirmar o óbvio… sem dúvida que a qualidade e esperança de vida, são as grandes beneficiadas.
Que música ouves enquanto treinas?
Se soubesses o que sabes hoje, terias feito alguma coisa diferente?
Teria começado a treinar perna mais cedo. Sempre joguei futebol e sempre tive medo de perder velocidade se começasse a treinar perna. Hoje encaro isso com algum pesar e como o meu maior erro a nível de treino.
Algum conselho para quem esteja a começar?
Antes de mais para quem ainda não tem a metodologia de treino vincada, aconselho o acompanhamento por um Personal Trainer. É muito importante aprender a técnica de cada exercício, para que serve o mesmo, que músculos vai trabalhar, como fazer o exercício corretamente de forma a evitar lesões, etc.

Segundo, a habituação ao ginásio leva tempo, pelo que para quem está a começar e não vai ver resultados rápidos, facilmente se desmoraliza e começa a pesar mais o prato da balança com os restantes hobbies mais sedentários e menos custosos. Aconselho a todos os que estão a começar, a procurarem um parceiro de treino para que se motivem um ao outro. Terceiro, perceber que o treino de ginásio é uma maratona e não uma corrida de velocidade: os resultados vão aparecer, mas tudo leva o seu tempo.
Se só pudesses escolher um qual seria?
Treino
Crosstrainning
Desporto/Modalidade
Futebol e Musculação
Exercício
Burpees
Snack saudável
Barras LOW SUGAR da Gold Nutrition
Suplemento
Aminoenergy
Cheat Meal
Pizza em forno de Lenha 🍕
Alguma coisa que queiras promover?
Tenho a minha empresa de serviços financeiros, a Masterconsultant, na qual trato de candidaturas a incentivos financeiros para criação de empresas no âmbito do Portugal2020 e IEFP, e todos os serviços de Consultoria, Auditoria, Apoio à Gestão e contabilidade.
Partilha esta entrevista
Mais entrevistas 👇
7 de M05, 19
Ricardo Rodrigues
Começou a natação aos 6 anos. Fez musculação, jogou futsal e atualmente pratica crossfit. Aos 37 anos adora brincar com o filho, treinar ao ar livre com amigos e viajar.
6 de M03, 19
Francisco Faria
Modelo e marketer de 26 anos, natural de Braga. É muito disciplinado com os treinos, mesmo quando viaja. Os seus desportos preferidos são padel, corrida e treino de ginásio. É…
28 de M11, 18
Weza Silva
Autora do livro "Emagrecer como a Weza", Blogger Fitness & Lifestyle no mrspreta.pt. É angolana, vive em Lisboa, tem 35 anos, e adora viajar e passar tempo com os seus filhos.
Recebe em primeiro lugar entrevistas como esta com Francisco Faria.
Recebe em primeiro lugar as novas entrevistas e novidades.
Inscreve-me